Terça-feira, 19 de Maio de 2009

professor-criança

Num mundo perfeito, só seria professor quem quisesse e sentisse uma enorme vocação. Num mundo mesmo perfeito, nenhum professor teria dúvidas no momento de escolher a sua profissão. Seria uma coisa espontânea, como dizem que é o chamamento divino. E num mundo ideal, ninguém teria que ser professor para escapar à crise e ao desemprego. Mas como o mundo não é nada disto, somos confrontados com episódios como o da professora de história da Escola Básica 2,3 Sá Couto em Espinho. Andou 12 anos na escola, mais quatro na faculdade, fez dois anos de estágios, dois anos de pós-graduação e mais um de especialização para nada. A gravação áudio de uma aula desta professora é só mais um motivo de inquietação. E as dúvidas voltam: como são hoje feitos os nossos professores? Fazem uma licenciatura e depois especializam-se. Aprendem a manusear a estrutura de um programa curricular, as teorias educacionais para tentar transmitir aos alunos da melhor forma possível o conhecimento, e estudam sociologia e psicologia da educação para se perceberem a si próprios e aos outros. E a seguir ainda fazem um estágio pelo qual são avaliados. Não parece ser fácil. Então porque é a professora da escola de Espinho entrou na sala de aulas e acabou por se revelar uma péssima professora? As razões podem ser muitas e vão desde a mais pura inaptidão até uma situação de absoluta perturbação psicológica. É verdade, estas coisas acontecem. Indesejavelmente e infelizmente porque os professores têm um papel importante na vida das crianças. É por isso que a formação, o controlo, a denúncia e a punição devem ser exemplares, neste e noutros casos. A sala de aulas é um espaço público mas fechado e as crianças, por mais insuportáveis e violentas que sejam, não são adultos. É também para isto que deve servir o processo de avaliação dos professores: para garantir que um professor nunca se transforma numa criança.
publicado por Sílvia de Oliveira às 17:06
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

pesquisar

Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

posts recentes

Por aqui, engordam-se por...

Não temos de que nos quei...

O Presidente não tem espí...

D. João II podia ajudar

Tudo tem um preço, até a ...

Guerra entre filhos e pai...

Não há melhores mãos que ...

Explicações em Nova Iorqu...

Se o i fosse um país...

Este sangue não é lá gran...

arquivos

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

subscrever feeds